Qual tipo de material você procura no site?

Pesquise neste blog

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Engenheiro Florestal: cuidando do nosso maior tesouro

É o ramo da engenharia voltado para o estudo e o uso sustentável de recursos florestais. O engenheiro florestal avalia o potencial de ecossistemas florestais e planeja seu aproveitamento de modo a preservar a flora e a fauna locais. Este profissional é responsável por pesquisar e selecionar sementes e mudas, identificar e classificar espécies vegetais e procurar melhorar suas características, analisando as condições necessárias a sua adaptação ao ambiente. Ele elabora e acompanha projetos de preservação de parques e de reservas naturais e cuida de fazendas de reflorestamento. Além disso, recupera áreas degradadas, cuida da arborização urbana e avalia o impacto ambiental de atividades humanas em uma área. Esse engenheiro também efetua vistoriais, perícias e avaliações, emitindo laudos e pareceres. Em sua atuação, visa a segurança e os impactos socioambientais.
Apesar da ação humana sobre o mundo, as florestas ainda ocupam aproximadamente 30% da área total dos continentes e são uma peça fundamental para o equilíbrio ambiental e econômico da nossa sociedade.
Ultimamente, devido ao aquecimento global, a poluição e a exploração florestal desenfreada por parte de alguns países, o tema de preservação e uso racional das florestas através da engenharia florestal vem vendo cada vez mais pensado e discutido pelos líderes mundiais. Tanto nos países subdesenvolvidos, quanto nos países em desenvolvimento há enormes áreas destruídas e que podem perfeitamente ser recuperadas. Sendo esse um dos objetivos da engenharia florestal.

O curso
No curso são estudadas disciplinas como zoologia, antropologia rural, topografia, climatologia, anatomia da madeira, ecologia florestal, bioquímica vegetal, legislação agrária, genética quantitativa e paisagismo. No entanto, o foco do curso é dado no estudo do uso racional do ecossistema.
Mercado de trabalho
O mercado para a engenharia florestal é promissor, já que a cada dia novos métodos e campos de atuação para este profissional têm surgido. Com o lema de responsabilidade social adotado por muitas empresas, cresce a procura por estes profissionais. Também existem muitas oportunidades de trabalho em ONGs com atuação na área sócio-ambiental.
Com o aumento da fiscalização e também da pressão de governos e opinião pública, o trabalho dos profissionais de engenharia florestal vem sendo cada vez mais requisitado pelas empresas, especialmente por aquelas que querem garantir selos de sustentabilidade tais como o FSC para os seus produtos.
As melhores oportunidades para o profissional de engenharia florestal estão nos estados das regiões Sul e Sudeste, principalmente em São Paulo forte pela sua indústria de celulose e papel e em Minas Gerais que tem demandado muito por áreas de reflorestamento ( muitas áreas de floresta foram destruídas pela mineração em Minas ).

Onde estudar?
Região Centro-Oeste
Distrito Federal: UnB.
Goiás: UEG, UFG.
Mato Grosso: UFMT, Unemat.
Mato Grosso do Sul: UEMS, UFMS

Região Nordeste
Bahia: UESB, UFRB.
Paraíba: UFCG.
Pernambuco: UFRPE.
Piauí: UFPI.
Rio Grande do Norte: UFRN, UFERSA
Sergipe: UFS.

Região Norte
Acre: UFAC.
Amapá: UEAP
Amazonas: UEA, UFAM.
Pará: UFPA, UFRA, UFOPA
Rondônia: Unir.
Roraima: UFRR, UERR.
Tocantins: UFT.

Região Sudeste
São Paulo: USP, UNESP, UFSCar.
Rio de Janeiro: UFRRJ.
Minas Gerais: UFV, UFLA, UFVJM, UFMG
Espírito Santo: UFES.

Região Sul
Paraná: UFPR. PUC-PR, UTFPR, Unicentro.
Rio Grande do Sul: UFSM, Unipampa.

Santa Catarina: Udesc, Furb, Unoesc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua mensagem aqui!