Qual tipo de material você procura no site?

Pesquise neste blog

domingo, 28 de agosto de 2011

Engenharia Industrial

Esta é a área da engenharia que cuida dos recursos necessários à produção industrial. Esse profissional acompanha de perto a implantação e a manutenção da infraestrutura industrial, como redes de água e de gás, pontes e esteiras rolantes. É ele quem organiza e administra as instalações industriais, desde a chegada da matéria-prima à fábrica até o controle de qualidade do produto final, seguindo o cronograma estabelecido. Esse é o especialista encarregado de fazer a ligação entre o engenheiro responsável pelo projeto de máquinas e o engenheiro de produção, que cuida da organização do trabalho. O profissional de engenharia industrial analisa custos, gerencia a mão de obra e administra o uso de equipamentos e matérias-primas. Ele pode se dedicar a diversos ramos das engenharias, como mecânica, madeireira ou química. Ainda quando vai se inscrever no vestibular, o estudante deve escolher entre uma das habilitações da engenharia industrial, são elas: mecânica, elétrica, eletrônica, química, madeireira ou telecomunicações. Cada habilitação atua em um ramo específico, por exemplo, o engenheiro industrial mecânico realiza estudos, projetos e desenhos de máquinas e processos mecânicos, podendo trabalhar na área automobilística, metalúrgica, têxtil, eletrônica e siderúrgica. Já o engenheiro industrial elétrico trabalha com circuitos elétricos, eletrônica analógica e digital, controle, automação e supervisão de processos industriais.

O curso
Durante os 5 anos de curso, todas as habilitações dividem algumas disciplinas básicas do conhecimento de engenharia (ciências exatas como matemática, física, química e cálculo) e outras ligadas à atividade gerencial como psicologia do trabalho, economia e administração. O curso tem pelo menos metade de sua carga horária de aulas laboratoriais.

O Mercado de Trabalho
O setor da indústria tem uma relevante importância para a economia brasileira. Por isso mesmo, uma fábrica ou indústria necessita que todas as “peças” de sua “engrenagem” funcionem bem, pois uma falha em alguma parte do processo pode provocar prejuízos incalculáveis.
Em razão de ser um profissional generalista, o engenheiro industrial pode trabalhar nos setores petrolífero, cosmético, farmacêutico, de tecnologia e de autopeças, entre outros. As empresas costumam requisitar o engenheiro industrial para trabalhar na área de projetos e nas novas linhas de produção. Também existe boa possibilidade de demanda nos setores de telecomunicações e de geração de energia.
Salário inicial: R$ 3.060,00 (6 horas diárias; fonte: Crea-SP).


Um comentário:

  1. As organizações sejam de produção ou serviços, necessitam de um Engenheiro Industrial, e hoje cada vez mais.

    Obrigado :)

    ResponderExcluir

Deixe sua mensagem aqui!